cuidardospaisemcasa

Qualidade de Vida – Programa Cuidar dos Pais em Casa

Dr. Sérgio Munhoz

Não existe idade, sexo, nível socioeconômico, atividade profissional, enfim, nada que possa impedir o surgimento de uma doença grave, progressiva, debilitante e muitas vezes devastadora.
Aconteceu no ano 2003, na época em que morava na cidade de Manaus – AM, uma situação em que fui chamado à sua casa para continuar cuidando de um paciente, com objetivo de orientar os familiares sobre o uso de medicamentos, dos equipamentos para monitorizar a frequência cardíaca e oxigenação, e acalmar a situação, em certo momento, de desespero e intranquilidade.
Como já estava acompanhando o paciente, em nível ambulatorial, no consultório médico, conhecia os familiares. Assim, o ex senador Bernardo Cabral, cunhado do paciente, ligou me para uma visita médica (como sempre longas e prolongadas), já que a sua residência foi disponibilizada para o paciente.
Chegando ao seu domicílio fui apresentado à família, tomei uma água gelada, Manaus é muito quente, examinei o paciente, e após empregar minhas técnicas profissionais, sugeri ao senador que conseguíssemos um equipamento, simples, barato, prático, para monitorizar os sinais vitais básicos: a pressão arterial, a freqüência cardíaca, a temperatura corporal e em especial a quantidade de oxigênio que o coração estava enviando ao seu corpo.
Consegui o equipamento, rapidamente, com o secretário estadual da saúde do Amazonas, nosso amigo. Pude instalar imediatamente no paciente.
Agora, já mais seguro, os familiares, ficaram mais calmos e tranquilos, visto que a orientação médica foi esclarecedora, a atualização dos remédios eficaz e a monitorização empregada satisfatoriamente.
Ao término brinquei com o senador Bernardo: senador, o conheço desde o ano de 1985 quando fiz a Faculdade de Medicina em Manaus – AM, e sei da sua calma e tranquilidade. Na época que eras relator da constituição brasileira de 1988 confirmei sua paciência e controle, frente toda aquela discussão calorosa, deixe -me ver sua frequência cardíaca e seu oxigênio sanguíneo, apenas colocando seu dedo aqui no equipamento. Pacientemente, ele introduziu o dedo indicador e falei: realmente o senhor é tranquilo. Frequência cardíaca boa, faixa da normalidade e também ótima oxigenação sanguínea.
Após risos, despedi me, tomei outra água gelada, e sai.
Pelo menos duas ou três vezes por semana, ia a sua casa acompanhar seu cunhado, sempre empregando técnicas, orientações práticas, simples e fáceis de execução.
Com o programa cuidar dos pais em casa, criado por mim, com certeza, vocês filhos e filhas, terão amplas informações científicas, técnicas e práticas para também cuidarem tão bem de quem vocês tanto amam, seus pais e com excelente qualidade de vida, e manterem-se calmos.

Um forte abraço
Dr Sergio munhoz

COMPARTILHE ESSE ARTIGO

Dr. Sérgio Munhoz

Dr. Sérgio Munhoz

Com mais de 30 anos de atuação em Medicina, o Dr. Sérgio Munhoz é especialista em Anestesiologia, Dor, Cuidados Paliativos e Termografia Médica e possui doutorado pela Unesp-SP.

Atualmente leciona na faculdade Unoeste e atende em seu consultório, em Presidente Prudente-SP.

Leia outros artigos

Fale conosco